Google+ Followers

sexta-feira, 9 de agosto de 2013

Decisão sobre Telexfree e BBOM não deve sair em 2013


Os participantes da TelexFree e BBom, que têm feito manifestações pelo país pedindo o desbloqueio de bens das duas empresas, terão muito tempo para protestar. Segundo a procuradora Mariane Guimarães, do Ministério Público de Goiás, a decisão sobre a condenação dos sócios das empresas Telexfree e BBom, acusados de formação de pirâmide financeira, deve sair num prazo mínimo de um ano. “Sendo bem positiva, ela (a decisão) deve sair nesse prazo de um ano. Pode ser mais”, afirmou Mariane. Isso significa que dificilmente os bens das empresas serão desbloqueados antes desse prazo.

Os Ministérios Públicos Federal (MPF) e Estadual (MPE) entraram na Justiça, na última segunda-feira, com uma ação civil pública em Goiás pedindo a dissolução da Unexpmil e da BBom – nomes fantasia da empresa Embrasystem Tecnologia em Sistemas, Importações e Exportações -, e a condenação dos sócios. Além disso, o pedido ainda inclui a reparação de danos aos consumidores envolvidos no esquema de pirâmide financeira. O mesmo pedido já havia sido feito para a TelexFree.

Da revista Veja

Nenhum comentário:

Postar um comentário