Google+ Followers

quinta-feira, 15 de agosto de 2013

Caso Petronio: Acusado pelo assassinato de arquiteto no RN é indiciado por latrocínio

corpo de jovem foi encontrado três dias depois numa lagoa entre João Câmara e Poço Branco, na região do Mato Grande
 
Por Saulo de Castro 
 
Arquiteto foi assassinado (Foto: Arquivo Pessoal/Reprodução) 
 
 
A justiça do Rio Grande do Norte acatou denúncia do Ministério Púbico e indiciou o jovem Wilame Albano da Silva, de 22 anos, por latrocínio, no caso do assassinato do arquiteto Petronyio Ulisses da Costa, de 27 anos. A decisão foi da juíza Maria Nivalda Neco Torquato Lopes, da comarca de Ceará-Mirim, na Grande Natal. O arquiteto foi declarado desaparecido em 4 de junho deste ano e seu corpo foi encontrado três dias depois numa lagoa entre João Câmara e Poço Branco, região do Mato Grande.

De acordo com a justiça, a prisão temporária do acusado deverá ser convertida em provisória, tem o acusado um prazo de dez dias para apresentar defesa formal. Wilame Albano da Silva está no Centro de Detenção Provisória de Ceará-Mirim.

O corpo do arquiteto Petronyo foi encontrado na manhã do dia 7 de junho, em uma lagoa do município de Poço Branco, na região do Mato Grande. Segundo o major PM Josimário Paiva, comandante do policiamento em João Câmara, o cadáver do jovem que ficou desaparecido por três dias estava com a marca de um tiro sofrido na cabeça. O delegado Ben-Hur Medeiros assumiu as investigações do crime.

O corpo foi encontrado por populares em uma lagoa do distrito de Pousa, na zona rural de Poço Branco.


Via Portal no Ar

Nenhum comentário:

Postar um comentário