Google+ Followers

sexta-feira, 26 de abril de 2013

O Tempo e o Vento: Projeto Rota dos Ventos pode impulsionar desenvolvimento do Mato Grande.



Conhecida como uma das regiões mais pobres do Estado, a região do Mato Grande Sempre teve entre as suas principais atividades econômicas a produção de bens e serviços que geravam poucas oportunidades para desenvolvimento e acumulo de capital.  

Contudo, nada como o tempo e o vento para mudar essa realidade. Parece que finalmente a vez do Mato Grande chegou. Na manha de hoje (sexta feira 26), o seminário sobre o Projeto Rota dos Ventos, realizado em João Câmara, mostrou que a extração, transformação e distribuição de recursos naturais, bens e serviços, tendo como finalidade a satisfação de necessidades humanas e produção de riquezas deixou de ser um sonho para se transformar em realidade.

Foi realizado o I Seminário preparatório de mobilização Projeto Rota dos Ventos – Eixo do Desenvolvimento Sustentável do RN. A ideia é, dentro do projeto Rota dos Ventos (assim denominado em virtude de ser a área com as melhores condições de produção de energia eólica do país), produzir diversos outros projetos de forma a ampliar as potencialidades da região servida pela rodovia BR-406, que vai de São Gonçalo do Amarante até Macau, incluindo a região litorânea nordeste do estado. 

Para isso, prefeitos, vereadores, movimentos sociais, além de órgãos federais e estaduais foram mobilizados no sentido de participar do encontro. Para o Diretor Geral do CERNE, Jean Paul Prates, “O objetivo é atrair e consolidar investimentos, valorizar os negócios já existentes e reconhecer esta rodovia como eixo de desenvolvimento sustentável do Rio Grande do Norte, principalmente pelo número de parques eólicos presentes em sua extensão, e também das demais atividades relacionadas com o uso de recursos naturais, como sal, pesca, aquicultura, mineração, turismo, hotelaria, biocombustíveis, petróleo e gás, potencial portuário e oceânico, entre outras”.

A deputada Fátima Bezerra (PT), que vem abraçando várias causas em favor do Mato Grande como a construção da Adutora do Mato Grande, também entrou na luta pelo projeto. Acompanhada do ex-prefeito de Jandaíra, Silvano Pinheiro, do prefeito de João Câmara, Ariosvaldo Targino (Vavá), do presidente da Câmara de Jandaíra, Livanildo Oliveira, entre outras lideranças, a deputada participou de um almoço oferecido pelo prefeito local.

Como representante do município de Jandaíra, o Ex-prefeito Silvano sugeriu à deputada a instalação de uma extensão do IFRN em Serra Verde, onde há uma escola com estrutura suficiente para a implantação de cursos profissionalizantes destinados as atividades econômicas da região. A escola está fechada a mais de oito anos em função da falta de incentivo do poder público.

De acordo com o ex-prefeito, as unidades do IFRN estão ajudando a melhorar a qualidade da educação em todo o Estado, mas é preciso observar as peculiaridades de cada região. 

“Deputada, é preciso observar a vocação natural de cada região. Aqui, há exemplos de atividades que carecem de mão de obra qualificada, há um número muito grande de jovens que precisam se qualificar, contudo, não tem o incentivo necessário. É preciso oferecer condições para que os jovens com ensino médio possam se qualificar e ocupar boas colocações no mercado de trabalho”. Declarou Silvano Pinheiro.
     

Nenhum comentário:

Postar um comentário