Google+ Followers

segunda-feira, 3 de junho de 2013

Pelas mãos de Silvano, Jandaíra foi o primeiro município do Brasil a fazer reforma agrária de forma pacífica.







Vereador, prefeito (duas vezes) e mais de trinta e cinco anos de atividade política. hoje, 03 de junho, é aniversário do homem que idealizou e executou o primeiro projeto de reforma agraria pacífica do Brasil, Silvano Pinheiro da Câmara, ex-prefeito de Jandaíra.

Nos anos 80, o Governo Federal, por meio dos programas Proterra e Funterra, disponibilizava recursos para projetos de reforma agraria. Por meio dos programas, o prefeito de um pacato município potiguar sonhou em transformar trabalhadores rurais em proprietários de terra.

Naquela época, Seu Maninho Martins e Dona Maria de Lourdes Souza eram os dois maiores proprietários de terra de Tubibal e Cabeço e mantinham muitos nativos empregados em suas terras. O interesse dos proprietários em vender os imóveis chegou ao prefeito, que temia pela possível demissão de dezenas de pais e mães de famílias após a negociação das fazendas.

A alternativa encontrada pelo prefeito era algo inimaginável, um sonho distante para um município de apenas 3,5 mil moradores: comprar a terra, evitar a ação de latifundiários e possíveis problemas na justiça trabalhista e, de quebra, doar, pelo menos, 35 equitares de terra a cada uma das famílias dos trabalhadores rurais. 

Com uma carta na mão e essa ideia na cabeça, o prefeito ousou falar com o presidente da república. O presidente Figueiredo participou da inauguração da Barragem Armando Ribeiro Gonçalves, em Assu, no início dos anos 80. Era a chance de tentar sensibilizar o último presidente do período militar. 

A carta, contendo com detalhes a situação, foi entregue pelo prefeito ao presidente que de imediato encaminhou a solicitação ao Ministro do Desenvolvimento Agrário.

O projeto foi feito e encheu os olhos do Ministro Danilo Venturine. O sonho de ver famílias pobres, empregados de latifúndios, finalmente, com o seu palmo de terra para plantar começava a se transformar em realidade. 

O projeto foi aprovado, o recurso liberado e os 7 mil equitares de terra negociados com os proprietários. A partir daí, 220 famílias deixaram de ser empregadas e passaram a condição de proprietárias de terra dos projetos Tubibal e Cabeço.

Além da terra, o prefeito conseguiu perfurar doze poços tubulares, onde as famílias iniciaram a produção de banana pacovan, e o projeto curral do Governo Zé Agripino, que doou três vacas de leite para cada uma das famílias. 

Ao longo dos anos, o projeto sofreu com a descontinuidade das gestões municipais, mas, ainda hoje, graças à sensibilidade e espirito público do ex- prefeito Silvano, Jandaíra tem mais de 40% de sua população morando na zona rural.  

Nenhum comentário:

Postar um comentário